ASSISTA AGORA A ULTIMA REUNIÃO DO MÊS

História


       A tranquila e hospitaleira Soledade de Minas está localizada em um relevo acidentado com grandes vales de plano fundo nas vertentes do rio Verde e ribeirão Paiol. Muito próximo estão as cidades turísticas de São Lourenço e Caxambu.
        A economia do município é baseada na agropecuária. O predomínio é para a pecuária de leite, corte e criação de pequenos animais. Culturas tradicionais de café, milho, feijão, arroz, lichia e olericultura também colaboram para a economia. A piscicultura vem se expandindo em razão da qualidade e da quantidade de água do município. A apicultura no momento conta com 70 colmeias, que produzem 2.540 quilos de mel por ano.
       Onde hoje está Soledade de Minas foi construída uma ponte sobre o rio Verde por Inácio e Severo Teixeira em 1850 – daí o local passou a ser conhecido como Ponte dos “Teixeiras”.
      No século 19, era uma prática comum grandes proprietários de terra  construírem em suas propriedades capelas e ao redor surgir um povoado. Esse fato aconteceu nas origens de Soledade de Minas. Em 1893, o capitão Antônio José de Souza Rodrigues, dono da Fazenda Soledade, construiu uma capela e em seu redor surgiu um arraial que ficou conhecido com o nome da fazenda. 
        Em 1883, foi construída a ferrovia que ligava Cruzeiro, no Estado de São Paulo, a Três Corações. Uma das estações ficava em Ponte dos Teixeiras e ganhou o nome de Soledade.Em 16 de setembro de 1901, o povoado foi elevado a distrito de Caxambu. Em 17 de dezembro de 1938, pelo Decreto-Lei nº 148 foi elevada à categoria de cidade. Em dezembro de 1943, sua denominação foi  mudada para Ibatuba, mas, em dezembro de 1948, pela Lei nº 336 passou a se chamar Soledade de Minas.Além das festas religiosas e civis, as mais famosas do calendário de evento da cidade são a Eprosol – exposição de produtos artesanais e torneio leiteiro e o desfile das candidatas a Miss Boa Vizinhança.Um dos atrativos turísticos do Sul de Minas é do Trem das Águas, que sai de São Lourenço e vai até Soledade de Minas em um percurso de 10 quilômetros. Ao chegar em Soledade, os visitantes têm 30 minutos para visitar a feira de artesanato e de produtos típicos.

2 comentários:

  1. Em 09 de julho estive em S. Lourenço e no dia 10 fiz o passeio de trem;pois meu sonho era conhecer Soledade , já que meu avô paterno trabalhou como maquinista e segundo meu pai fazia o trecho; Soledade - Maria da Fé.Fiquei emocionada ao percorrer este trecho S. Lourenço - Soledade,mas confesso qual foi minha tristeza ver que são apenas 30m para ver o museu e fazer as compras na feira. Será sr prefeito que não podia esticar mais o tempo indo num trem permnecer por 2 ou 3 h e voltar em outro.Digo fiquei indignada pois que lucro tem os feirantes já que se comer n~vai à feira ou ao museu que era meu pricipal motivo do passeio.

    ResponderExcluir